quinta-feira, 1 de outubro de 2009

HOJE A SAUDADE BATEU


É na lembrança da tua voz

Que os olhares se esquecem

Desenhando o contorno De todas as emoções

Que a tessitura do desejo

Percorreu na fímbria da imaginação

Hoje minha nostalgia és tu

Uma saudade definida, explícita

Que tem nome, mãos e aconchego

Meus olhos te anseiam

E repousam na linguagem dos teus

A minha voz busca o silêncio

Na cumplicidade dos teus lábios

Há dias assim, em que a vida

Somente pode ser trilhada

Se vislumbro os teus passos

Na trajetória dos caminhos

Que ainda não me conhecem

E estas pegadas, podem ser apenas

A presença do teu pensamento

No horizonte em que me contemplas

Hoje, os lábios da minha saudade

Beijam a tua boca em versos...

6 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá Princesa

É bem visivel que a saudade bateu, pelo toque de nostalgia sentido
nas palavras que ~emprestam a esta
melodia, uma belezaque deslumbra a alma.

Beijinhos

Alvaro

silvo disse...

Es precioso leer poema tan bello, expresando tanta belleza, me encanta Princesa, beijinhos

Adolfo Payés disse...

Me haces suspirar con tus poemas.. princesa.. hermoso leerte siempre..

Besos


Un abrazo con mis
Saludos fraternos de siempre..

FOTOS-SUSY disse...

BOA TARDE PRINDCESA, MAIS UM BELISSIMO POEMA..COM MUITA NOSTALGIA E SAUDADE...ADOREI AMIGA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,




SUSY

Pensador disse...

Sei bem o que são os momentos em que a saudade bate.
Parecem uma tortura que não tem fim. Até encontrarmos novamente nosso amor.
Um grande beijo, e obrigado pelo seu carinho.

Jacarée disse...

Princesinha!

A vida é recheada de lembranças
nascidas ao ritmo das emoções que se resume à nossa castra memória.

Bjinhos e uma otima noite de sonhos.