quinta-feira, 27 de agosto de 2009

~~º~~ MINHA PEQUENA LUA ~~º~~


Olho a magnifica pequena lua
P’la janela de minha sala
É uma obra pura e nua
Que a natureza não cala
Por seus finos segredos
Passam páginas de cintilar
São fases da lua, sem medos
P'ra um silencioso desfrutar
E na cristalina nitidez airosa
Que é o ninho de todos desejos
A lua se move tão caprichosa
Abençoando pares aos beijos
Seu brilho, é belo pró olhar
Nas noites de todos amores
Nelas se ouve paixões murmurar
Em suspiros, e clamores
E num prazer doce, e refinado
Esse brilho, um rosto apanha
De alguém perdido por amar
Um coração, que a lua banha

5 comentários:

silvo disse...

Si Princesa la luna es cómplice y solencioso testigo de mucha belleza, gran duente de inspiración, beijinhos

Alvaro Oliveira disse...

Olá PRINCESA

Pequena... mas grande lua, radiosa
e pura, que inspira a alma do poeta
Neste poema, encontro todo o brilho
da lua, reflectido nos sentimentos
de alma que sente e do coração que ama.Maravilhoso!

Peixinhos já comeram.

Beijinhos

Alvaro

Adolfo Payés disse...

Mi princesa de los poemas.. bello como siempre sentirlos bajo la luna de tu presencia..


Besos preciosa muchos

Un abrazo
Saludos fraternos

cristal de uma mulher disse...

Princesa que bella transferencia de tu corazón y imaginacion,es un sentimiento de amor de la propria naturaleza de tu corazón...felicitaciones es magico

Pensador disse...

A lua é testemunha
Em minhas noites insones
Quando sentindo saudade
Em meus lábios, tenho teu nome.
Sua alva luz que banha
O meu repouso e o teu
De algum modo aproxima
A minha alma da tua
De modo que quase sinto
O teu calor junto a mim.

Te amo!

Beijos carinhosos!