terça-feira, 10 de novembro de 2009

~~º~~ Duas Almas ~~º~~



" Quando a alma carente e entristecida
Temendo nova dor - do mundo some...
Eis que surge outra alma mais sofrida
Buscando saciar à mesma fome...

E deglutindo o choro, outrora pênsil,
Os lábios com a leveza de um veludo
Se tocam, possuindo-se em silêncio
E os olhos dessas almas dizem tudo.
 

Serenas, sorridentes e encantadas,
As duas hoje estão enamoradas
E seguem radiantes e felizes...

 Redescobrindo o amor que lhes faltava,
 Ceifando à solidão que as assolava,
 Fazendo das feridas cicatrizes... "
 


2 comentários:

silvo disse...

Dos almas que encuentra la felicidad, precioso Princesa, um beijo

Alvaro Oliveira disse...

OLÁM PRINCESA

SIMPLESMENTE MARAVILHOSO
ESTE POEMA. ADOREI IMENSO.

BEIJINHOS

ALVARO